Transei com meu ex com a atual dele em casa

Transei com meu ex com a atual dele em casa e gozei demais. Eu me chamo Michele, tenho 29 anos e moro no interior de São Paulo. Há uns 5 meses acabei um relacionamento de anos. Ele estava me traindo, eu descobri e resolvi acabar tudo, sorte que não chegamos a casar no papel. Mas nossa vida era de casado e eu não iria aceita macho nenhum ficar me traindo. Então acabei saindo fora desse safado, mas passaram meses e um dia ele disse que queria conversar comigo. Eu sai fora dele ainda mais que em apenas 2 meses de termino ele estava com essa mulher com quem ele me traiu. E o safado ficou me perseguindo, me cantava todos os dias e eu não queria mandar pra atual dele as conversas. Ficava ignorando, mas um dia ele me parou na porta do meu trabalho e disse que queria me dar uma carona. Eu não aceitei, mas ele ficou insistindo e como estava chovendo eu resolvi entrar no carro dele. Então a gente foi conversando, ele tentando chegar em mim, passando as mãos nas minhas pernas até que lhe dei um tapa. Ele parou o carro e tentou me agarrar a força e eu acabei cedendo. Como resultado disso acabei dando pra ele no carro. E voltei a ficar escondido com o safado que passou a me comer toda semana. Eu estava dando o troco principalmente nessa mulher que roubou meu homem. Mas eu não queria mais nada com ele, afinal se me traiu uma vez e tava traindo a atual assim com certeza se eu voltasse pra ele iria tomar mais chifres. E um dia ele me deixou de cara, me chamou na casa dele para foder e a esposa dele estava na casa. Isso foi na época que o covid estava forte, ela tinha pegado o vírus e ficado trancada no quarto. Como tinha tomado muito calmante estava dormindo. Isso foi domingo a noite, ele me chamou e eu resolvi dar o xeque mate nessa piranha. Então eu me produzi toda e fui la na casa dela encontrar meu ex. E então eu transei com meu ex na casa da atual que tomou um belo par de chifres enquanto dormia. Eu entrei de fininho e ele me pegou na sala, me botou no sofá e  já tirou a sua pica grandona pra fora. Eu fui mamando gostoso deixando ele louco de tesão, fui fazendo um oral bem gostoso deixando ele louco de prazer. O safado então me retribuiu o favor me fazendo um sexo oral bem gostoso. Ele me chupava com vontade me deixando toda molhada, em seguida foi socando essa rola com vontade me esfolando todinha. Depois disso eu resolvi dar uma rebolada nesse cacete grande e grosso e fui sentando de acordo no safado. Ele ficou louco de tesão apertando a minha bunda e metendo gostoso o seu pau na minha bucetinha. Depois ainda me pegou de quatro e foi macetando minha xota com mais força e mais raiva, eu gozei muito e ele também socando essa rola enorme na minha bucetinha gostosa. E ainda eu fui tomar um banhozinho na casa da safada e ela no quarto apagada. E na hora do banho eu transei com meu ex, era pra ser apenas um banho pra eu voltar pra casa. Mas la o chuveiro caindo, nos dois pelados o clima esquentou de novo. Eu já fui chupando a pica do malandro e ele me pegou de jeito e foi macetando a minha bucetinha com vontade. Eu fui tomando pistoladas bem fortes e fiquei com a xota toda ardendo. E depois de muita pirocada eu fui embora e finalizei dando o troco na nova corna que agora estava carregando a coroa de chifres da vez. XXX

Comi a mulher do meu amigo no churrasco

Comi a mulher do meu amigo no churrasco e gozei gostoso. Foi tudo bem rápido, afinal foi na casa do meu amigo e ele ainda estava la. Aproveitei que ele tinha ido no banheiro, a galera toda foi embora e eu fiquei sozinho com a deliciosa esposa dele. A safadinha com fama de puta estava me querendo há tempos. E eu acabei pegando ela, como estou divorciado não consegui resistir. Peguei essa bandida de jeito e ainda me vinguei porque um dia meu amigo bebeu demais e deu em cima da minha ex. A gente ficou sem conversar e tudo, voltamos depois, mas mesmo assim eu ainda queria essa vingança. Era domingão, ele tinha chamado a mim e alguns amigos nossos para um churras na sua casa. Bebemos e bebemos muito, a galera toda animada e Nina a esposa de meu amigo estava bem delicia. De vestido curtinho ela andava, rebolava ao som do pagode e me deixava louco de tesão. Não so pela roupa, mas pelo jeito que ela me olhava e me fazia pirar de tesão. E eu não consegui resistir, fiquei até o final da festa, todo mundo já tinha ido e ficou apenas eu, Nina e o corno do meu amigo. Ele disse que estava apertado demais e tinha que fazer o numero 2 no banheiro. Quando ele vai dar uma cagada demora pelo menos umas meia hora e dava tempo demais de uma traição. Então eu banquei mesmo o talarico e comi a mulher do meu amigo que é uma delicia de moreninha bem safada. Quando meu amigo corno foi pro banheiro Nina estava lavando uns pratos na cozinha e eu já cheguei agarrando ela por trás. A safadinha ficou louca de tesão, toda arrepiada e me deixou beijar seu pescoço e ir levantando o seu vestido. E eu vi aquela bunda enorme bem tesuda que me deixou louco. Eu fui colocando a calcinha dela pro lado e já metendo a rola em sua bucetinha gostosa. E a bandida gemendo baixinha, desligou  a torneira e empinou a bunda. Eu peguei ela de jeito e fui segurando a sua bunda grande tesuda e metendo rola com vontade. Ela gemendo gostoso e minha pica entrando gostoso dentro de sua xota quente deliciosa. Ela gemia com vontade e me pedia por mais rola e eu ia socando com pressão nessa safadinha. E assim eu comi a mulher do meu amigo deixando ela molhadinha de tesão. A puta acabou gozando nessa foda rápida e eu tive que me conter porque senão iriamos sujar tudo. Então ela se ajoelhou e começou a chupar meu caralho grande e grosso. Eu louco de tesão, porque eu comi a mulher do meu amigo e depois ela estava me mamando sem frescura me deixando louco de tesão. Um oral intenso e guloso feito por uma bela puta do corpinho perfeito, ela me deixou bem excitado e eu acabei gozando gostoso na sua boquinha gulosa tesuda, ela ficou toda molhada e excitada nessa sacanagem de tirar o folego onde no final tomou gozada na boquinha. Depois disso fui embora e tinha concluído a minha vingança especial. Buceta

Gorda casada safada mamou meu pau

Gorda casada safada mamou meu pau e eu gozei intensamente. Com um oral bem gostoso e guloso não tinha como ficar sem gozar rápido demais. E vou lhes contar tudo sobre como essa gorda safada acabou deixando meu pau esfolando usando apenas a sua boquinha gulosa que me deixou louco de tesão. De longe o melhor orgasmo de minha vida e também o melhor boquete que eu já ganhei. Porque essa gordelicia safada tem uma boquinha um tanto gulosa e isso me deixou louco. E eu tive que pegar essa safada de jeito e praticamente foder a boca dela. Me  chamo Guilherme, tenho 22 anos e acabei deixando a dona Ivone mamar minha pica. Uma gordinha de 38 anos que é minha vizinha, ela é casada e mãe de família. Mas queria muito provar do meu pau. E como ela me deu 100 reais eu acabei deixando ela cair de boca com vontade. Como ela estava sozinha em casa um dia eu fui entregar um gas pra ela. Porque eu trabalho na distribuidora do meu tio e meu trabalho é ficar dirigindo a caminhonete e entregando gás. Um dia ela me chamou de proposito pois sabia que eu fazia as entregas. Eu cheguei e ela perguntou se eu queria ganhar um dinheirinho extra. Falei que queria e ela me disse que eu precisava fazer algo pra ela, na verdade ela que faria algo por mim. Então ela começou a fazer carinho na minha pica e eu tive que tirar ela pra fora, peguei o dinheiro e disse que ela podia abocanhar a vontade. Ela não é bonita, e ainda gordinha, mas tem lindos peitos gostosos e o oral dela estava delicioso. A safadinha então ia me chupando gulosamente me fazendo delirar de tesão. Era uma mamada profissional e ela não parava de abocanhar e me olhar. Fui segurando os cabelos da safada e disse pra ela tirar os peitos pra fora. A safadinha então tirou a blusa e me mostrou seus peitos caídos grandes bem gostosos. Pra me matar de tesão a gorda casada foi sarrando essas tetas e lambendo a ponta da minha pica me fazendo pirar. Me chamava de gostoso e ainda masturbava minha rola com suas mãos gordinhas. Eu louco de tesão ia dando tapinhas na sua cara e dizendo que ela era uma vagabunda bem delicinha. A bandida gorda casada estava realmente me deixando muito excitado. Era um oral guloso e gostoso e ela não estava pra brincadeira. Foi abocanhando cada vez mais forte me fazendo pirar. Era uma mamadinha bem gulosa e ela ainda deixava eu pegar em seus peitos grandes perfeitos. Fui pegando nessas tetas com força e dando mais tapas na cara da bandida fazendo ela se sentir uma verdadeira puta. A piranha ficou molhadinha de tesão e disse pra eu foder sua boca. Segurei a cabeça dela e fui metendo e metendo minha rola na boca da gorda casada fazendo ela pirar. A safadinha estava muito excitada com essa rola enorme minha entrando forte na sua boca. E assim eu fui gozando na safadinha e ela engolindo tudo, não deixou uma gotinha de porra cair e foi abocanhando tudo com vontade. Eu gozei demais e ela engoliu tudo, em seguida eu guardei a pica e fui embora. Ela disse pra eu voltar la e eu passei a ir a casa da safada uma vez na semana. Toda sexta, e assim eu tinha grana pra curtir o final de semana inteiro. Siririca

Sou uma putinha tarada e dei pro marido da amiga

Sou uma putinha tarada e dei pro marido da amiga. Vou lhes contar uma história bem gostosa que eu tive com Breno, o marido gostoso de uma amiga minha. Ele é professor de boxe e eu sou louca por esse safado. Como a cidade é pequena acredito que metade das mulheres aqui sejam loucas por ele. E dizem que ele so se casou com minha amiga porque ela é rica. Porque nem é muito bonita, mas ele é um moreno forte bem gostoso, na verdade o mais gostoso da cidade. E como disse eu queria muito dar pra ele porque sempre quis aquele gostoso me fodendo. Como ele dá aulas de boxe é claro que eu comecei a fazer porque como sou uma putinha tarada queria estar o mais perto dele possível. Meu marido nem gosta muito disso porque morre de ciúmes, já que eu sou uma branquinha rabuda bem delícia e os machos me adoram. E meu marido esta certo de ter ciúmes, mas isso não impede de eu trai-lo. Eu amo ele, mas queria pelo menos uma vez na vida sentir o pau de Breno na minha bucetinha e não iria descansar até conseguir. E um dia esse momento chegou, eu descobri que ele e minha amiga tinham brigado. Parece que ciúmes da parte dela ai eu decidi entrar em ação. E em um treino eu esperei as outras mulheres saírem e fiquei por ultimo. Perguntei se ele me daria umas aulas a mais porque estava com a cabeça cheia. Disse que tinha brigado com meu marido e queria ficar umas meia horinha a mais pra esvaziar a mente. Ele aceitou e me revelou que também estava com o mesmo problema em casa. Começamos a treinar e depois de alguns minutos eu não aguentei e como sou uma putinha tarada me joguei em cima dele e lhe dei um beijo na boca. Ele me agarrou e ficou já apertando a minha bunda, rapidamente tirou as luvas e enchei as mãos com meu rabo imenso. O safado foi tirando a minha blusa e a dele e eu já tirei meu topper e ele veio chupando meus peitos redondinhos. Eu fiquei molhadinha com esse tarado caindo de boca nas minhas tetas. Ele veio puxando meus cabelos e me colocando para cair de boca na sua rola. E eu fui mamando gostoso deixando ele louco de tesão. Depois desse oral deixei ele tirar meu shortinho e a calcinha ele rasgou com a boca e já foi degustando minha bucetinha com sua poderosa língua. Eu acabei gozando nesse momento porque era demais pra mim. Mas como sou uma putinha tarada já me recuperei e ele veio com a pica na minha xota. Foi socando e socando gostoso enquanto mamava minhas tetas e ia beijando meu rosto e minha boca. Eu dei uma chave de braço nele e o joguei no tatame e disse que agora iria dar um nocaute no safado. E comecei a rebolar gostoso no seu pau, ele foi dando tapas e apertando a minha bunda enquanto eu rebolava intensamente no cacete do malandro. Era gostoso demais aquela rola entrando e suas mãos fortes pegando na minha bunda enorme, eu fiquei realmente louca de tesão. Ele me fez gozar mesmo quando eu fiquei de quatro segurando nas cordas do ringue enquanto ele ia segurando forte a minha bunda e socando rola com vontade. Me chamando de putinha tarada ele ia fodendo a minha bucetinha com pressão e eu ficando toda molhada. Ai gozei gostoso pela segunda vez e deixei ele esporrar na minha bucetinha. Fui pra casa acabada e nem consegui jantar de tão cansada que eu estava. Depois disso todo treino no final tinha essa foda louca no ringue. E ele me dava muita pica e eu golpeava ele com minha xota delicia. Filme Porno

Comi minha madrasta mesmo sem ela querer

Comi minha madrasta mesmo sem ela querer. Uma delícia de puta morena cavalona, essa é a minha madrasta e eu sou louco por ela. Tanto que um dia acabei fodendo ela mesmo a força, mas foi so no começo. Porque depois ela gostou e muito das pirocadas que tomou. Mas realmente no começo eu precisei primeiramente lhe dar um incentivo. E foi gostoso demais esse sexo que fizemos em um dia no meio do mato. E vou lhes contar cada detalhe dessa aventura, onde essa malandra madura tomou pirocada sem dó e gozou gostoso na minha rola. Depois que meu pai se foi ficou apenas eu e minha madrasta, ele infelizmente veio a falecer. E como eu e Roberta desde sempre nos conhecemos ficamos juntos porque eu considero ela minha segunda mãe. Mas sei la, com o tempo isso foi desaparecendo, mesmo eu estando com ela desde criança. Após a morte do meu pai é claro que tivemos nosso tempo de luto, mas depois ela seguiu sua vida assim como eu. E ela foi se cuidando mais, como já tinha 45 anos foi voltando a sair aos poucos com as amigas, e isso a fez voltar a ser mais vaidosa novamente. E isso foi despertando um desejo dentro de mim, realmente um tesão enorme. Na minha própria madrasta, e um dia eu me peguei pensando nela de pau duro. Ela um dia me pediu a toalha e quando eu fui entregar vi ela peladinha, já vi ela assim várias vezes, mas nunca tive tesão. Mas há pouco tempo esse sentimento vem mudando e nessa última vez eu fiquei de pau duro lembrando dos peitos grandes gostosos dela. Meu pai ele gostava muito de mato, de acampar, pescar e a gente sempre ia com ele, decidimos continuar fazendo isso. Foi assim que eu comi minha madrasta e vou lhes contar como tudo aconteceu. A gente foi acampar como sempre, temos um sítio e perto dele tem cachoeiras, uns montes e gostamos de ir além deles e passar a noite acampando. Então levamos uma barraca como sempre e fomos juntos. Acampamos e tudo, pescamos, fomos pra cachoeira e nessa hora meu pai ficou duro de novo. Vendo minha madrasta de biquini eu fiquei louco de tesão. Pensei em ir pra cima dela, mas me contive, so que a noite a gente teve que dormir juntos porque estava frio demais. Ela foi deitando de conchinha e eu não aguentei. Comecei a sarrar meu pau duro na sua bunda e na hora ela tentou sair, mas eu a segurei e assim eu comi minha madrasta. A safada tentou sair, me chamava de maluco e eu ia segurando ela. Como estávamos apenas eu e ela não importei com os gritos, ninguém iria ouvir, e fui tirando a calça dela, montei por cima pondo meu peso nela para ela não conseguir sair. Fui tirando meu pênis pra fora e empurrando em meio a calcinha dela com muito custo eu consegui penetrar a sua buceta. E assim ela foi tomando rola na sua bucetinha mesmo sem querer. Eu fui penetrando e penetrando e ela começou a rebolar no meu pau, então a soltei e vi que ela continuou. De repente ela se virou e montou em cima de mim, me deu uns tapas bem fortes na minha cara e disse pra eu nunca mais fazer isso. E foi rebolando e me batendo dizendo que eu não assustava ela. A safadinha ia rebolando cada vez mais e disse que como eu fui um mau garoto ela iria me deixar com a pica toda esfolada. A puta realmente foi me deixando com o pau esfolada com essa sentada louca. Depois disso essa piranha deliciosa ficou de ladinho e disse pra eu socar mais forte. E fui metendo e metendo até que ela ficou de quatro. E dando bundadas na minha pica me deixando louco eu comi minha madrasta deixando ela louca. A safada de quatro me matou de tesão e eu tive que dar uma boa gozada na bucetinha da safada. Após essas pirocadas ela gozou na minha pica e eu depois de um tempo gozei gostoso na sua bucetinha. Dormimos juntinhos e no outro dia acordamos loucos de tesão e a rola entrou de novo na bucetinha da minha madrastinha deliciosa. Passamos a tarde toda fodendo naquele acampamento. Os dias se passaram e o clima nada de esfriar, passei a deixar minha namorada de lado. So pra ir na casa da madrasta e socar a rola na sua xoxotinha quente. Boa Foda

Transei com o porteiro e o marido em casa

Transei com o porteiro e o marido em casa. Vou lhes contar tudinho sobre o dia que eu fiquei realmente louca de tesão. E acabei traindo meu marido, o negócio é que ele estava em casa e eu o trai mesmo assim. Foi coisa de vinte minutinhos no máximo, o momento mais excitante e de adrenalina de toda a minha vida. Eu fiquei louca de tesão com a ajuda de Carlinhos, um jovem de 21 anos que me pegou de jeito. Ele é o porteiro aqui do prédio e me pegou de jeito, fiquei louca de tesão e toda molhada. Foi tanta pirocada forte que eu não demorei muito pra gozar. Como meu marido ainda estava na casa, tinha que ser rápido. Tudo isso so aconteceu porque infelizmente meu marido já não estava dando aquele gás na cama. Ficou velho e preguiçoso, e trabalho demais não é desculpa para falta de sexo, sempre trabalhei muito e meu fogo sempre foi grande. Mas como meu marido não estava mais dando conta do recado eu acabei perdendo a linha. Como nossos filhos já estavam indo pra faculdade, morando em outra cidade a casa ficou solitária demais. E pra completar como eu disse, meu marido não estava dando conta do recado e isso estava ruim demais. E Carlinhos era cada dia mais gentil comigo, e isso estava me deixando louca, cheguei até a sonhar fodendo com ele. Até que um dia não aguentei e dentro da sua cabine a gente acabou trocando o primeiro beijo. So que não dava pra foder lá porque sempre passa gente, e um dia no sábado meu marido estava no quarto dormindo. Ele costuma dormir até umas duas da tarde no sábado e eu já acordo bem cedo. Eram umas 9 da manhã, tinha acabado de voltar do mercado e Carlinhos se ofereceu para me ajudar a levar as sacolas de compras. Na hora que chegamos na cozinha de casa eu não aguentei e a gente se beijou pela segunda vez. Mas como não tinha ninguém olhando eu não consegui ficar apenas nos beijos. Carlinhos tirou sua pica pra fora e eu fiquei toda molhada vendo aquele pau enorme. Me ajoelhei e comecei a chupar o safadinho deixando ele louco de tesão. O malandro me chamava de putinha enquanto eu ia abocanhando a sua pistola enorme tesuda. Ele praticamente fodia a minha boca, segurou minha cabeça e foi pondo o pistolão e eu fui obrigada a fazer garganta profunda. Não queria pagar de velha songa, então tentei mostrar pra ele que eu entendia das putarias. E ele foi socando a sua pica enorme dentro da minha boquinha e eu quase me engasguei. E foi assim que eu transei com o porteiro safado. Depois de chupá-lo eu me levantei e fiquei com as mãos sobre a pia. Ele foi levantando o meu vestido e colocando a minha calcinha pro lado. Eu fiquei louca de tesão quando a rola enorme do safado foi entrando gostoso dentro da minha bucetinha. Ele ia socando com vontade, segurando na minha cintura e me chamando de safada enquanto socava com força seu pau grande e grosso. O safado começou a apertar meus peitos e socar mais forte ainda o seu pau grande e grosso esfolando a minha bucetinha quente. Estava gostoso demais essa adrenalina onde eu transei com o porteiro e meu marido no quarto dormindo. Depois de me comer assim o safado se deitou no chão e disse pra eu ir quicando gostoso no seu pau. E eu fui rebolando com vontade enquanto ele pegava em meus peitos e ia falando baixinho que eu era uma coroa muito safadinha. Isso me deixou louca e eu fui gozando no pau do safado sentando sem parar. Ele também gozou muito na minha bucetinha e eu fiquei toda molhada, depois foi embora. Horas depois o corno do meu marido acordou e não desconfiou de nada. Putaria

Comi minha meia irmã bêbada delicia

Comi minha meia irmã bêbada delícia e gozei demais. Vou lhes contar a minha primeira experiencia com incesto que eu tive. Uma história realmente bem sacana sobre sexo gostoso com novinhas. O nome dela é Marina, ela tem 20 anos, loira de cabelos longos, corpinho magrinho bem gostoso. Ela é uma branquinha que deixa qualquer homem louco de tesão, inclusive eu. Já que a gente não era 100% irmão eu não me importava em fodê-la, falo na questão do peso na consciência depois. E como ela também não me via como irmão o clima foi esquentando. Meu pai tinha pulado a cerca e anos depois que a gente foi saber da existência de Marina. Ai a gente foi se aproximando, mas ainda assim não era a mesma coisa, não tinha aquela intimidade devido ao convívio. E comi minha meia irmã em um dia de meio de semana. Teve um jantar aqui em casa e como começou a chover muito ela acabou dormindo aqui. Como na casa não tinha quarto de hospedes ela dormiu no meu quarto já que tinha um colchão. Então eu dormi no chão e ela na cama, mas na verdade a única coisa que a gente não fez foi dormir, bem pouco. Como disse a gente não tinha muita proximidade, e depois de uns 2 anos sabendo da existência dela a gente foi convivendo e se conhecendo melhor. Meu pai queria compensar o tempo perdido e quase sempre ela estava indo em nossa casa. Minha mãe aceitou a existência dela porque ela realmente não tinha culpa, apenas meu pai. E ninguém merece um pai ausente, e já que ele tinha sido por muito tempo, era mais que obrigação ele compensar o tempo perdido. E então nessa noite depois do jantar Marina foi para o quarto e eu também. A gente já tinha trocado uns beijos, mas nunca sexo. Então nessa noite eu comi minha meia irmã e gostei demais, ela deitou na cama e eu no colchão ao lado. E cada um ficou mexendo no seu celular e conversando vez ou outra. Ai ela bocejou e disse que iria dormir, então começou a tirar a blusa e disse pra eu não olhar que ela iria colocar a camisola que a minha mãe tinha emprestado a ela. E é claro que eu não fechei o olho, fiquei olhando os peitos pequenos e lindos dela. E pirei de tesão quando ela tirou o shortinho e ficou apenas de calcinha fio dental e eu pude ver aquela linda raba e sua xota engolindo a calcinha. Não consegui me conter e tive que ir pra cima. Ela me deixou beijar a sua boca e eu fui tirando a sua calcinha fio dental ficando louco de tesão. Segurei a sua bunda enorme e já fui pra cama com a safada. Tirando minha roupa toda ela foi abocanhando minha rola. Me deitei e ela começou a degustar meu pau com uma chupeta sensacional. Depois já colocou a fio dental de ladinho e veio dando uma rebolada bem gostosa na minha vara. Eu fiquei louco de tesão com essa puta, ela foi sentando gostoso me fazendo pirar. Uma rebolada profissional e ainda uma bunda perfeita e eu comi minha meia irmã de acordo deixando ela molhadinha. Pra completar ela empinou a sua bunda delicia, ainda com a calcinha de lado eu fui socando na sua bucetinha e ela gemendo baixinho. Porque nossos pais estavam em casa então eu tinha que ir de leve, não podia dar bombadas fortes pra não ter aquele barulho de sexo. E eu fui socando gostoso e a safadinha delirando de tesão. Ela ficou acariciando a xota enquanto eu bombava sua bucetinha e assim ela gozou gostoso com minha pistola entrando firme na sua xaninha gostosa. Foi um sexo delicioso e no outro dia acordamos cedinho para fodermos de novo e de novo. Sexo Selvagem

Fui arrombada pelo negão em primeiro sexo interracial

ãoFui arrombada pelo negão em primeiro sexo interracial. Foi com certeza o melhor sexo de minha vida e eu gozei gostoso demais. Me chamo Debora, sou dermatologista e acabei fodendo com um de meus pacientes. Um negro gostoso chamado Rodrigo, um novinho delicioso que me abriu no meio e me deixou toda esfoladinha. Coisa que era impossível de acontecer com meu marido do pau pequeno. E eu irei estar contando tudo aqui sobre como foi esse sexo gostoso e intenso feito sem frescura. Espero que goste de uma boa história real de traição no trabalho, com certeza o dia mais sacana de toda a minha vida. Como disse eu sou dermatologista e trabalho bastante, meu marido também é médico, mas na área da fonoaudiologia e trabalha muito. Dessa forma a gente acaba ficando bastante distante um do outro e o tempo que temos é final de semana. Mas ele acaba ficando cansado e quando consegue me comer é rapidinho, na maioria das vezes somente ele goza. E eu preciso me satisfazer de outras formas, geralmente sozinha. Mas um dia acabei arrombada pelo negão que me pegou de jeito. Como disse Rodrigo é um jovem de apenas 20 anos que estava fazendo consulta comigo, pois queria ter barba e estava usando uns remédios que eu passei e tendo meu acompanhamento. E um dia ele estava me olhando demais, ta certo que eu estava com uma roupa mais decotada que o normal. Ele ficou encarando demais meus peitos e eu já estava começando a ficar um pouco constrangida. Até que ele me deixou completamente envergonhada quando disse que eu era uma doutora bem delícia e que o sonho dele era fazer sexo com uma doutora. Simples assim, o safado falou na lata o que queria comigo e eu me derreti. Fiquei desconcertada sem saber o que dizer, e olhei pra ele com carinha de safada, não disse que sim, nem que não. Então ele se levantou e veio até mim, foi abrindo a calça e dizendo que tinha algo ótimo pra eu examinar. Dessa maneira eu deixei ele fazer o que queria porque já estava cansada de ser mau comida e queria mesmo ser arrombada pelo negão. Então ele tirou a sua pistola gigante pra fora e eu fiquei toda molhadinha, uma pica enorme de quase 22 centímetros. Bem grossa, mais grossa que meu ante-braço, eu fui segurando ela firme com as duas mãos e colocando aos poucos em minha boca. O safado me olhando com cara de bandido e eu chupando gostoso, cada vez mais gulosa naquela pica gigantesca. Fomos para a maca e eu abri minhas pernas, estava usando saia média nesse dia e ele foi levantando e abrindo minhas pernas. A minha calcinha ele foi com o nariz e ficou cheirando minha buceta. Eu segurando a cabeça dele e o safado em seguida tirou minha fio dental e já começou a me chupar. Eu deitei com as pernas arreganhadas e fui gemendo baixinho com aquele negro gostoso me mamando. Não podia gritar porque minha secretaria e os outros pacientes estavam na recepção. E o safadinho me chupando gostoso até que ele veio com a pica. Me segurando pelas pernas e colocando a rola enorme dentro de mim. E eu toda arrombada pelo negão que ia socando de leve esse pau enorme dentro da minha xota doce. Ent fui segurando ele até que o safado me pegou no colo e foi me prensando contra parede e socando rola na minha xota. Eu fiquei molhadinha de tesão com ele me pegando de jeito e me esfolando toda. Eu fiquei realmente muito arrombada pelo negão que socava com tudo. Depois disso ele me botou de quatro, no chão mesmo e continuou a me macetar, e tava gostoso demais aquela pistolona entrando. Logo em seguida ele me pegou pelos cabelos e disse que ia me dar leitada. Eu não sabia essas gírias loucas dele e fiquei confusa porque tinha acabado de ser arrombada pelo negão. Então ele foi se masturbando e olhando para meus peitos, ai veio o jato da tal leitada na minha cara e nas minhas tetas. Fiquei toda suja e o safadinho ficou rindo de mim, depois se vestiu e foi embora. Eu me limpei e fiquei louca de tesão, na outra semana ele veio todo safado e dessa vez eu deixei ele surpreso. Usando uma lingerie por baixo da roupa branca eu deixei o negão louco de tesão e dessa vez ele não aguentou porque eu acabei com ele usando minha xoxota. Xvidios

Comi minha enteada depois do treino de crossfit

Comi minha enteada depois do treino de crossfit. Eu vou lhes contar como acabei fazendo um sexo gostoso com uma novinha de apenas 18 anos. O nome dela é Laura, e por acaso essa novinha é a minha filha. Na verdade não somos parentes sanguíneos, eu me casei com a mãe dela e ela já tinha Laura. Então como convivo com ela desde que ela é bem pequena a gente sempre teve uma relação de pai e filha. Mas depois que ela completou 18 anos, começou a ir todos os dias a academia esse sentimento foi mudando aos poucos. E um dia eu me vi com a mão na pica olhando ela tomar banho pela fechadura do banheiro. Confesso que nunca tive tesão nela, mas a jovem começou a andar pra lá e pra cá usando aquelas roupas curtas e coladas de malhação. Isso estava me deixando louco, e após anos casado com a mãe dela você sabe, o sexo não era a mesma coisa. E eu me via pensando de pau duro em Laurinha pelada. Realmente eu não estava conseguindo mais me segurar, e comecei a me aproximar mais dela, so que de outra forma, sem ser de pai. Primeiramente como ela gostava de academia entrei também para fazer companhia a ela. A gente começou a ir em competições de crossfit, e isso foi deixando a gente ainda mais próximo. E com o tempo eu vi que ela não estava mais me olhando totalmente como pai. Mas sim como o marido da mãe dela, que cresceu ao lado dela e agora estava mostrando ser cada vez mais parecido com ela. E um dia a gente tava malhando no quintal de casa, devido a pandemia tivemos que malhar em casa mesmo ai eu comprei um monte de coisas. Depois de quase 2 anos malhando com ela eu estava com um ótimo físico, um coroa com tudo em cima. E um dia eu todo suado sem camisa tinha terminado o treino e ela também soadinha com shortinho e topper me deixou louco. O clima esquentou e como estávamos sozinhos não conseguimos nos conter. Ela não tomou a iniciativa, mas quando eu a peguei de jeito e beijei sua boca ela não resistiu. Como foi algo por impulso tratei logo de tentar tirar o shortinho dela para o clima esquentar ainda mais e ela não desistir, essa era foi o jeito que eu encontrei e assim como resultado eu comi minha enteada. Porém ela me segurou e disse que era errado fazermos tudo aquilo. Como eu era mais forte segurei ainda com mais força suas mãos pequenas e disse que estava louco por ela. Dessa forma prensei ela na parede e fui tirando o seu short curto mesmo ela não deixando. Aí consegui abaixa-lo e já fui tentando chupar a buceta dela. A safada puxando meus cabelos e me dando tapas pedindo para eu parar. Mas quando minha língua foi roçando na xoxota dela rapidamente a safada parou, puxou meus cabelos e começou a gemer de tesão. Eu peguei ela no colo e levei pro colchonete, joguei ela la e a safada abriu as pernas e deixou eu continuar caindo de boca. Fui mamando aquela bucetinha fazendo a safada pirar de tesão, ela me segurava e pedia por mais e assim que eu comi minha enteada. Então eu me levante e dessa maneira fui penetrando de leve a minha rola em sua xota. Como tinha deixado a xota da safada toda lambuzada facilmente minha rola grossa entrou e eu já fui metendo e beijando aquela boca gostosa carnuda que a novinha tinha. Ela arranhava minhas costas e pedia pra eu meter mais e mais na sua xana. E então ela me virou e dessa maneira já foi sentando no meu cacete e rebolando gostoso. Eu pirei, ela tirou o topper e me mostrou seus peitinhos perfeitos que eu fui apertando enquanto ela rebolava forte no meu pau. Como resultado disso eu acabei gozando na bucetinha da minha enteada deliciosa e gozamos juntos feito loucos. Tudo na varanda de casa no colchonete enquanto a mãe dela ainda estava no trabalho. Foi gostoso demais o dia que eu comi minha enteada deliciosa. Xvideos