Comi a moradora de rua depois de sair da boate

Comi moradora de rua depois de sair da boate e gozei demais. Realmente uma loucura foder uma mendiga, mas eu não consegui resistir. Eu tinha ido pra uma festinha perto de casa em uma boate que tem aqui. E nesse dia eu não consegui pegar mulher nenhuma, na verdade troquei uns beijinhos, mas como estava sem carro no dia e sem muita grana pra um motelzinho não consegui arrastar nenhuma pra casa. Então eu enchi a cara mesmo, tentei mais uma vez e no final da noite quase por volta de umas duas da manhã eu resolvi ir embora.

Semana passada tinha rolado a mesma coisa e nessa do mesmo jeito. Eu estava puto de raiva porque eu queria mesmo foder uma delicinha, mas naquela noite novamente não iria rolar e eu estava louco. Não queria terminar a noite de novo na punheta, e perto dessa boate tinha uma moradora de rua pedindo grana pra comprar bebida. Ela diz que é comida, mas eu sei qual é a dela. Ela e seus amigos vivem usando droga e pedindo dinheiro pra todo mundo do bairro. E dia de boate ela e seus comparsas sempre estão la pedindo grana pra galera.

Mas nesse dia estava apenas ela, e novamente quando eu estava saindo ela veio me pedindo grana. Já até sabia meu nome como eu sempre ajudo ela com grana. Sei que ela vai gastar com cachaça e outras coisas, mas ela já ta na rua, então eu não me importo em dar grana pra ela fazer isso. Mas nesse dia eu estava bêbado e querendo sexo, e o tesão falou mais alto. Como ela também fica fazendo programas, pode ta o frio que for que ela fica sempre com blusinha e shortinho mostrando sua bunda toda. Nesse dia eu estava sozinho, sem comer ninguém e não consegui resistir.

Ela veio me pedindo dinheiro e eu disse que dava até mais do que sempre dei. Mas ela teria que me fazer um favorzinho e a puta já sabia o que eu queria. Até ficou surpresa e disse que eu sou bonito e que não podia pagar pra foder, mas como ela queria dinheiro disse que iria me dar muito tesão. Eu dei a ela cinquenta conto e a puta me levou no lote abandonado onde ela costuma levar os clientes e também usar seus negocinhos. Eu fui la todo nervoso, mas já tinha dado o dinheiro, já tinha entrado no lote vago então não podia voltar atrás, e que queria muito foder.

Então comi a moradora de rua, primeiro ela foi tirando o shortinho e eu fiquei impressionado. Ela é magrela, mas tinha um bumbunzinho bem gostoso, ela ficou peladinha e eu já tirei a pica toda dura pra fora. E a safadinha foi abocanhando minha pica e me chupando bem gostoso me fazendo pirar de tesão. Depois desse oralzinho gostoso ela ficou de quatro em cima de um monte de papelão e empinou sua bunda. Eu coloquei a camisinha, me ajoelhei e comecei a empurrar no cuzinho da safada. Ela foi gemendo e falando que meu pau era gostoso demais.

Eu segurei sua cintura e fui metendo e metendo bem gostoso na safada deixando ela molhadinha. A puta ia pedindo pra meter mais forte, pedia tapas na bunda e puxão de cabelo. Disse que gostava era de foda bruta e de ser tratada como uma puta safada. E eu comi a moradora de rua e fui metendo cada vez mais forte naquele cuzinho gostoso até encher ele de porra fresca. Fui pra casa até leve depois de ter feito um sexo bem gostoso. E o resultado disso é que agora eu não consigo parar de comer essa mendiga do cuzinho gostoso e macio.

O que você achou desse conto erótico?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este conto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

free web tracker