Comi minha meia irmã bêbada delicia

Comi minha meia irmã bêbada delícia e gozei demais. Vou lhes contar a minha primeira experiencia com incesto que eu tive. Uma história realmente bem sacana sobre sexo gostoso com novinhas. O nome dela é Marina, ela tem 20 anos, loira de cabelos longos, corpinho magrinho bem gostoso. Ela é uma branquinha que deixa qualquer homem louco de tesão, inclusive eu. Já que a gente não era 100% irmão eu não me importava em fodê-la, falo na questão do peso na consciência depois. E como ela também não me via como irmão o clima foi esquentando.

Meu pai tinha pulado a cerca e anos depois que a gente foi saber da existência de Marina. Ai a gente foi se aproximando, mas ainda assim não era a mesma coisa, não tinha aquela intimidade devido ao convívio. E comi minha meia irmã em um dia de meio de semana. Teve um jantar aqui em casa e como começou a chover muito ela acabou dormindo aqui. Como na casa não tinha quarto de hospedes ela dormiu no meu quarto já que tinha um colchão. Então eu dormi no chão e ela na cama, mas na verdade a única coisa que a gente não fez foi dormir, bem pouco.

Como disse a gente não tinha muita proximidade, e depois de uns 2 anos sabendo da existência dela a gente foi convivendo e se conhecendo melhor. Meu pai queria compensar o tempo perdido e quase sempre ela estava indo em nossa casa. Minha mãe aceitou a existência dela porque ela realmente não tinha culpa, apenas meu pai. E ninguém merece um pai ausente, e já que ele tinha sido por muito tempo, era mais que obrigação ele compensar o tempo perdido. E então nessa noite depois do jantar Marina foi para o quarto e eu também. A gente já tinha trocado uns beijos, mas nunca sexo.

Então nessa noite eu comi minha meia irmã e gostei demais, ela deitou na cama e eu no colchão ao lado. E cada um ficou mexendo no seu celular e conversando vez ou outra. Ai ela bocejou e disse que iria dormir, então começou a tirar a blusa e disse pra eu não olhar que ela iria colocar a camisola que a minha mãe tinha emprestado a ela. E é claro que eu não fechei o olho, fiquei olhando os peitos pequenos e lindos dela. E pirei de tesão quando ela tirou o shortinho e ficou apenas de calcinha fio dental e eu pude ver aquela linda raba e sua xota engolindo a calcinha. Não consegui me conter e tive que ir pra cima.

Ela me deixou beijar a sua boca e eu fui tirando a sua calcinha fio dental ficando louco de tesão. Segurei a sua bunda enorme e já fui pra cama com a safada. Tirando minha roupa toda ela foi abocanhando minha rola. Me deitei e ela começou a degustar meu pau com uma chupeta sensacional. Depois já colocou a fio dental de ladinho e veio dando uma rebolada bem gostosa na minha vara. Eu fiquei louco de tesão com essa puta, ela foi sentando gostoso me fazendo pirar. Uma rebolada profissional e ainda uma bunda perfeita e eu comi minha meia irmã de acordo deixando ela molhadinha.

Pra completar ela empinou a sua bunda delicia, ainda com a calcinha de lado eu fui socando na sua bucetinha e ela gemendo baixinho. Porque nossos pais estavam em casa então eu tinha que ir de leve, não podia dar bombadas fortes pra não ter aquele barulho de sexo. E eu fui socando gostoso e a safadinha delirando de tesão. Ela ficou acariciando a xota enquanto eu bombava sua bucetinha e assim ela gozou gostoso com minha pistola entrando firme na sua xaninha gostosa. Foi um sexo delicioso e no outro dia acordamos cedinho para fodermos de novo e de novo.

Sexo Selvagem

O que você achou desse conto erótico?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.3 / 5. Número de votos: 10

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este conto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *