Dei minha bucetinha para o pastor roludo

Dei minha bucetinha para o pastor roludo. Vou estar contando agora aqui uma história muito louca onde eu acabei fodendo com um pastor. E eu nem sou crente, mas sou vizinha de um pastor safado chamado Adriano, ele é um velho de 49 anos cheio da grana, é pai de família e em segredo um homem pervertido que adora comer novinhas por dinheiro. E ficou apaixonado comigo, uma moreninha de 19 anos bem gostosinha aqui do Rio de Janeiro. E como tenho o corpinho gostoso bronzeadinho esse coroa não conseguiu resistir.

Ele ficou me cantando durante muitos dias, mas eu não queria nada com ele. Mas ai um dia o safado me fez uma proposta que foi irrecusável. Ele me daria 700 reais por um sexo bem gostoso e intenso. Como disse eu nunca fui de fazer sexo por dinheiro, mas com uma proposta dessas, muita grana em troca de uma horinha de foda foi irrecusável. Então eu tive que aceitar, até porque não tenho pais ricos, então tenho que ser correria para conseguir minhas coisas. Eu tenho certeza que qualquer mulher no meu lugar aceitaria a mesma coisa.

Eu trabalho em uma padaria aqui perto de casa e quase todos os dias o pastor Adriano vem comprar um café para ir a igreja. E pra completar ainda moro do lado de sua casa, então não tem como escapar. A gente sempre se esbarrava quase todos os dias, e era proposta atrás de proposta. E quando chegou nesses 700 reais foi difícil demais de não aceitar. E um dia saindo da padaria ele estava de carro e perguntou se poderia me levar em casa. Eu acabei aceitando porque estava começando a chover, e durante o caminho ele colocou a carteira no meu colo e disse pra eu abrir.

Tinha esses 700 reias em notas de 100 e ele disse que poderiam ser todos meus. O que ele queria era apenas um sexo gostoso, e que naquele momento a esposa estava na casa de uma amiga e iria demorar para chegar. Me disse que com uma horinha ele já se satisfazia e que eu já podia pegar o dinheiro adiantado. Era muito grana, pra mim pelo menos, eu teria que trabalhar quase o mês. Então aceitei, peguei a grana e fomos para sua casa, chegando la ele já me levou para o quarto de hospedes. E lá eu fui ainda com vergonha tirando minha blusa e mostrando meus peitinhos pra ele.

O safado foi mamando minhas tetas enquanto tirava minha calça, me colocou na cama de ladinho e começou a chupar a minha buceta e o meu rabinho. E me chamando de safada ele foi colocando o dedinho no meu rabo e de repente eu senti a pistola enorme dele entrando na minha bucetinha. Fiquei realmente molhada porque o pau dele era bem grosso, apesar de velho ele tinha uma pistola bem gostosa. E o safado foi botando com vontade, segurando minhas tetas e enfiando forte esse pau na minha buceta e eu fui gemendo baixinho pra ninguém ouvir.

Depois eu me deitei com a bunda pra cima e ele foi enterrando essa rola na minha xota. Me batia na bunda e me chamava de putinha, eu nem sabia que pastor xingava assim. Mas ele era bem safado mesmo, e assim ele gozou na minha buceta com essas pirocadas intensas. E eu gozei gostoso também minutos depois. E como o safado gostou muito, esse acabou sendo o primeiro de alguns programas que eu fiz com esse malandro, e foi lucrativo demais para mim e prazeroso demais para ele.

O que você achou desse conto erótico?

Clique nas estrelas

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este conto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *