Comi minha enteada depois do treino de crossfit

Comi minha enteada depois do treino de crossfit. Eu vou lhes contar como acabei fazendo um sexo gostoso com uma novinha de apenas 18 anos. O nome dela é Laura, e por acaso essa novinha é a minha filha. Na verdade não somos parentes sanguíneos, eu me casei com a mãe dela e ela já tinha Laura. Então como convivo com ela desde que ela é bem pequena a gente sempre teve uma relação de pai e filha. Mas depois que ela completou 18 anos, começou a ir todos os dias a academia esse sentimento foi mudando aos poucos.

E um dia eu me vi com a mão na pica olhando ela tomar banho pela fechadura do banheiro. Confesso que nunca tive tesão nela, mas a jovem começou a andar pra lá e pra cá usando aquelas roupas curtas e coladas de malhação. Isso estava me deixando louco, e após anos casado com a mãe dela você sabe, o sexo não era a mesma coisa. E eu me via pensando de pau duro em Laurinha pelada. Realmente eu não estava conseguindo mais me segurar, e comecei a me aproximar mais dela, so que de outra forma, sem ser de pai. Primeiramente como ela gostava de academia entrei também para fazer companhia a ela. A gente começou a ir em competições de crossfit, e isso foi deixando a gente ainda mais próximo.

E com o tempo eu vi que ela não estava mais me olhando totalmente como pai. Mas sim como o marido da mãe dela, que cresceu ao lado dela e agora estava mostrando ser cada vez mais parecido com ela. E um dia a gente tava malhando no quintal de casa, devido a pandemia tivemos que malhar em casa mesmo ai eu comprei um monte de coisas. Depois de quase 2 anos malhando com ela eu estava com um ótimo físico, um coroa com tudo em cima. E um dia eu todo suado sem camisa tinha terminado o treino e ela também soadinha com shortinho e topper me deixou louco. O clima esquentou e como estávamos sozinhos não conseguimos nos conter. Ela não tomou a iniciativa, mas quando eu a peguei de jeito e beijei sua boca ela não resistiu.

Como foi algo por impulso tratei logo de tentar tirar o shortinho dela para o clima esquentar ainda mais e ela não desistir, essa era foi o jeito que eu encontrei e assim como resultado eu comi minha enteada. Porém ela me segurou e disse que era errado fazermos tudo aquilo. Como eu era mais forte segurei ainda com mais força suas mãos pequenas e disse que estava louco por ela. Dessa forma prensei ela na parede e fui tirando o seu short curto mesmo ela não deixando. Aí consegui abaixa-lo e já fui tentando chupar a buceta dela. A safada puxando meus cabelos e me dando tapas pedindo para eu parar. Mas quando minha língua foi roçando na xoxota dela rapidamente a safada parou, puxou meus cabelos e começou a gemer de tesão.

Eu peguei ela no colo e levei pro colchonete, joguei ela la e a safada abriu as pernas e deixou eu continuar caindo de boca. Fui mamando aquela bucetinha fazendo a safada pirar de tesão, ela me segurava e pedia por mais e assim que eu comi minha enteada. Então eu me levante e dessa maneira fui penetrando de leve a minha rola em sua xota. Como tinha deixado a xota da safada toda lambuzada facilmente minha rola grossa entrou e eu já fui metendo e beijando aquela boca gostosa carnuda que a novinha tinha. Ela arranhava minhas costas e pedia pra eu meter mais e mais na sua xana.

E então ela me virou e dessa maneira já foi sentando no meu cacete e rebolando gostoso. Eu pirei, ela tirou o topper e me mostrou seus peitinhos perfeitos que eu fui apertando enquanto ela rebolava forte no meu pau. Como resultado disso eu acabei gozando na bucetinha da minha enteada deliciosa e gozamos juntos feito loucos. Tudo na varanda de casa no colchonete enquanto a mãe dela ainda estava no trabalho. Foi gostoso demais o dia que eu comi minha enteada deliciosa

O que você achou desse conto erótico?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este conto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *