Comi uma mulher de 50 anos

Eu tinha certeza que tinha feito a melhor escolha tirando as férias no resort. Eu queria relaxar, mas também queria diversão e tinha plena certeza que este lugar me daria desde uma ótima gastronomia até inesquecíveis momentos a dois.

Enquanto eu experimentava os pratos feitos com capricho pela equipe da cozinha eu comecei a ter a impressão que eu, que teria vinte e poucos anos naquela época, não seria somente o dono daquele corpo escultural, mas também alguém com poder para levantar as emoções e intenções dos outros convidados.

Entre as pessoas que eu conheci no resort havia uma mulher de cinquenta anos que passava muitos tempos no bar, então tive a ideia de me aproximar dela. Quando eu cheguei e me sentei no bar ao seu lado eu pude ver que ela estava linda mesmo a essa altura de sua vida, a pele brilhante por causa das folhas que ela tomava para se nutrir da melhor maneira possível. Enquanto bebíamos nossas bebidas e conversávamos eu comecei a fantasiar sobre comer a mulher de 50 anos, sobre a experiência que eu teria daí em diante.

Ela se aproximava ainda mais de mim enquanto nossas bebidas se esgotavam. Depois que a última gota havia sido consumida, ela me beijou com tanta paixão que eu simplesmente não pude resistir. Nós saímos andando até os nossos quartos no hotel.

Do lado de fora do quarto dela, ela me deu mais um dos beijos mais quentes que eu já tive em minha vida e logo depois ela rapidamente destrancou a porta do quarto. Dentro do quarto, eu a observei tirar cada peça de roupa que ela estava usando, lentamente e a cada vez eu me sentia mais “aquele” da história.

Eu a segui para o seu quarto e lá os dois nos jogamos na cama. Logo depois, eu comecei a jornada da minha mente até a felicidade pelo fato de Comi uma mulher de 50 anos. Ela era muito adepta de novas experiências e eu a acompanhei em cada uma delas. Ela tinha anos de experiência sexual e me mostrava cada curva do seu corpo.

Nosso sexo foi intenso, ela gritava de prazer, se contorcia contra a cama e eu me deliciava com cada um dos movimentos que ela fazia. Nós experimentamos posições que eu nunca imaginei, ela tinha um talento incrível entre os lençóis. Eu explorava cada centímetro do seu corpo. Passamos o resto do dia assim, com muitas amassos e gemidos.

Quando a noite chegou, nossos corpos ainda estavam exaustos devido a experiência que tivemos. Não hesitei em deitar ao lado dela para aproveitar o que sobrou da noite, mas de uma forma bem diferente. Ela apertou suas mãos contra o meu peito e me abraçou, o que foi a melhor recompensa para tudo o que fizemos durante o dia.

Enquanto ela quieta dentro dos meus braços, me senti a pessoa mais privilegiada do mundo. Afinal, eu tinha comido uma mulher de 50 anos e ela foi capaz de me mostrar as delícias de ser amado da maneira correta. Desde então, não pude esquecer esse dia.

O que você achou desse conto erótico?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este conto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

free web tracker