Peguei carona e transei com caminhoneiro

Peguei carona e transei com caminhoneiro roludo que me pegou de jeito. Me chamo Bruna, tenho 22 aninhos e moro em Belo Horizonte, estou estudando, no quinto período de engenharia. Mas minha cidade natal é no interior de minas, e você sabe, vida de universitário que não é rico costuma ser bem difícil. E pra economizar dinheiro de passagem, sempre que tenho que ir para minha cidade costumo ir com o senhor Luiz, um homem de uns 48 anos que é caminhoneiro. E sempre ele esta indo para minha cidade, já que também é de la, e como trabalha viajando minas inteiro sempre que pode eu vou com ele pra casa.

E um dia eu acabei tendo que fazer algo que não queria. Como de costume eu vou com ele toda sexta feira, espero no ponto e ele me pega. Geralmente vou muito calada, e a gente não conversa muito. Mas nesse dia em especial ele estava mais falador que o normal. Então a gente foi conversando e ele foi levando o rumo da conversa pra sacanagem. E eu não quis mais trocar muita ideia com ele depois disso, afinal ele é velho e casado. Mas o safado insistia em falar de putaria comigo, e foi ainda mais além e passou a mão em minhas pernas. Eu o ordenei que parasse caso contrario iria contar tudo pra esposa dele.

Dessa forma o safado então parou o caminhão e disse pra eu descer. Era a noite, estava tudo muito escuro e eu não podia ficar ali no meio da estrada. Eu disse que não iria descer, mas ai ele falou ainda mais serio e disse que para eu ficar no caminhão com ele, teria que entrar em seu jogo. Nesse momento ele tirou da carteira 300 reais e colocou no meu colo. Disse que seriam meus e que a partir daquele momento sempre que pegasse carona com ele teria que fazer sexo. Era isso ou ir de ônibus, eu comecei a xingá-lo e ainda lhe dei um tapa na cara e disse que eu não era nenhuma puta.

Dessa maneira o malandro tirou a chave do caminhão e disse que so iria quando eu descesse. Pedi desculpas por ter batido em sua cara e disse pra ele continuar, mas ele disse que eu teria que cumprir a outra parte do acordo. Então me vi ali encurralada, teria que foder com ele caso eu quisesse ir embora. Engoli o orgulho, peguei o dinheiro e disse que iria fazer isso so essa vez e que nunca mais iria viajar com ele. O safado tirou seu pênis pra fora e eu acabei ficando surpresa, achei que seria bem pequeno e mole. Mas era um cacete bem grande e duro, muito bonito mesmo. Então meia com nojo comecei a chupar esse pau grande e ele foi me botando pra mamar de acordo.

Logo após um boquete bem demorado eu perguntei se já estava bom e ele disse que agora que estaria começando. Então tive que abaixar minhas calças e fiquei com a bunda empinada na frente dele. O malandro começou a me chupar, ele me pegou com brutalidade apertando a minha bunda e foi me chupando gostoso. Tão gostoso que não consegui resistir e fui gemendo, realmente ele tinha língua magica e chupava gostoso demais. Disse que já estava acostumado a foder prostitutas e era experiente no sexo. Depois a rola dele foi entrando e esfolando minha xota.

Ele me segurava forte pela cintura e ia socando esse cacete enorme. Tentei me fazer de difícil, mas estava muito gostoso e fui deixando ele meter mais e mais. Até que o safado gozou na minha buceta, e eu tive que dizer pra ele continuar até eu gozar. Isso o deixou muito feliz e ele fez um esforço pra continuar até que eu gozei gostoso. Depois disso não teve como eu esconder e fingir que não tinha gostado. O safado me deixou em casa e duas semanas depois eu acabei viajando com ele novamente, não consegui esquecer aquela rola enorme e grossa entrando. Então tive que experimentá-la novamente.

O que você achou desse conto erótico?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este conto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *